Cerpa faz acordo com Cidade Imperial

A Cervejaria Paraense (Cerpa), controlada pela família Seibel, fechou acordo com a cervejaria Cidade Imperial para produzir a marca Império na instalação industrial da paraense, em Belém. A duração do contrato é de dois anos.

As companhias mantêm em sigilo o volume da marca Império a ser produzido em Belém. A Cerpa produz 1,5 milhão de hectolitros de cerveja por ano, emprega 400 pessoas e gerou em 2019 um faturamento aproximado de R$ 2 bilhões. “O aumento da produção deve melhorar a produtividade. Esse ciclo virtuoso gera eficiência e fortalece os pilares da nossa empresa ”, disse Jutta Seibel, presidente da Cerpa.

A companhia também estuda parceria para produzir e ampliar as vendas das suas marcas no Centro-Sul do país. A Cerpa vende 80% da sua produção na região Norte. “Os contratos para ampliar nossa distribuição ainda estão em análise e negociação”, disse Elias Azevedo, CEO da Ejafac e responsável pela reestruturação da Cerpa.

Glaucius Morais, diretor da Cervejaria Cidade Imperial, disse que a expansão das vendas no Norte pode viabilizar no futuro a implantação de uma fábrica no Pará. A Cidade Imperial anunciou em anos recentes planos para instalar fábricas na Bahia, em Goiás e no Mato Grosso do Sul, mas os projetos não saíram do papel. A Cidade Imperial tem fábricas no

A Cidade Imperial foi fundada em 1997 por D. Francisco de Orleans e Bragança – tetraneto de D. Pedro II. Em 2015, foi vendida para CF Administração e Participações, controlada por Cléber Faria, sobrinho de Walter Faria, do Grupo Petrópolis.